terça-feira, 9 de outubro de 2007

Vidas…



Hoje dei por mim a pensar no amor. O amor não é mais que um sentimento, apenas um SENTIMENTO! Esta brilhante conclusão, ou não, deve-se à minha pequena inteligência. Porque é que damos tanta importância ao que os outros acham de nós? Porque é que temos a necessidade de sentir que alguém gosta de nós? Porque é que não podemos apenas gostar de nós próprios e sermos felizes? Será que todas as pessoas sentem a falta da “cara-metade”?. Sinceramente pensava que não sentia, até realmente amar alguém, pois é, já amei, estranho não? ;). Sente-se a falta do carinho, do apoio, de um “Bom Dia”, de um sorriso rasgado… de um simples olhar provocando uma sensação de ansiedade, de alegria, achando naquele momento que o mundo é perfeito. Mas um dia esta perfeição é deitada por terra quando se ouve as temidas palavras: “precisamos de falar”, neste momento o nosso mundo cai, os nervos aumentam, a ansiedade dispara e percebemos que é o fim. Lá vem a conversa… “É melhor ficarmos amigos”,vamos dar um tempo”, ou melhor ainda, “olha encornei-te”. Gosto especialmente desta ultima, e depois gosto mais ainda quando caímos no erro de pensar: ”Estás fodida! Vou-me vingar”, e fazemos a mesma parvoíce que ela fez e dizemos:”Olha também te encornei”, é dos piores sentimentos, por mim sentidos até hoje, pensar que fui suficientemente estúpido para fazer o mesmo que me fizeram a mim, descer ao mesmo nível… Não me arrependo! Apenas penso que podia ter feito as coisas de outra maneira.


Vidas…

5 comentários:

mario disse...

A Vida...

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
Tentei substituir pessoas insubstituíveis,
E esquecer pessoas inesquecíveis...!
Já fiz coisas por impulso,
Já me decepcionei com pessoas que nunca pensei vir a decepcionar-me,
Mas também sei que já decepcionei alguém!
Já abracei para proteger,
E já precisei de um abraço pra me sentir protegido!
Já dei uma gargalhada quando não podia dar...
Já me ri até me doer a barriga.
Deitei-me na cama em silêncio, só para ouvir a chuva a cair lá fora.
Fiz amigos eternos...
Amei e fui amado...
Rejeitei e fui rejeitado...
E fui amado e não amei...!
Já gritei e pulei de tanta felicidade,
Já chorei de tanta alegria,
Já me doeu a cabeça de tantos nervos q tinha!
Já vivi de amor e só por amor, e fiz juras eternas, e promessas de sonhos a concretizar...
Já "quebrei a cara", muitas vezes!
Já tive raiva e tristezas profundas!
Já chorei a ouvir uma musica e vendo fotografias,
Já liguei só para escutar uma voz!
Já me apaixonei por um sorriso, e por um olhar...!
Já sorri sem sentido e sem conseguir parar!
Já pensei que fosse morrer de tanta saudade...
E tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)!
Já fiz amor quebrando o silêncio da noite,
Amei aqui e ali...
Num carro, numa cama, num banho quente...
Já senti falta de momentos passados,
Já desejei voltar atrás no tempo...
Já falei durante horas a fio ao telefone...!
Acordei a meio da noite com frio e dor de ter tido uma discussão sem sentido...
Já recebi flores.
Já dei poemas.
Já comi chocolate ao jantar!
Já li um livro e chorei com “ele”.
Já perdi um jogo,
E já ganhei á “batota”!
Já me interroguei,
Já pensei não ter mais saída...
Mas também já me achei dono da razão incondicional deste mundo!
Já tive doente e pensei que não voltaria a ficar bom...
Mas também já pensei que nada de mal me poderia vir a atingir!
Já tive medo!
Já me senti maior que toda a gente no mundo!
Andei na rua sem sentido,
Dei pontapés em pedras,
Caminhei á beira-mar...
Dei um mergulho todo nu em pleno cair da noite sem ninguém a ver...!
Já encontrei dinheiro numas calças que não vestia há muito tempo.
Já dei um primeiro beijo...e senti a falta de não me lembrar de um ultimo para recordar!
Já fui tão longe só para ver e estar com alguém...
Já quase morri por um beijo!
Já senti “cócegas” na barriga, só por ver uma pessoa...
Já vi velhos amigos e senti que as coisas em nada mudaram...
Já senti um perfume...de alguém que tenho saudades!
Já vi um pôr-do-sol,
Já corri á chuva e fiquei todo molhado!
Soube que as coisas só deixam de existir quando deixamos de acreditar nelas...
Já me arrependi...
Mas VIVI!
E ainda vivo!
Não passo pela vida...
Assim como ninguém devia passar.
Bom mesmo é ir a luta com determinação,
Abraçar a vida e viver com paixão...
PERDER COM CLASSE E VENCER COM OUSADIA...
Porque o mundo pertence a quem se atreve...
E a vida vale MUITO para ser tomada como insignificante!

Gonçalo disse...

A vida é isso mesmo errar para aprender para depois fazer melhor. O importante é saber que erramos se o soubermos podemos sempre corrigir e fazermos melhor, sermos melhores!!

Sui Generis disse...

Pedro ... nem sempre o amor nos traz alegrias como tu propio sabes, mas pronto a vida e mesmo assim...UMA PUTA! lol .. mas é com ela que aprendemos muita coisa...

* =)

:} disse...

O importante é não errarmos isso, sim.
principalmente com aquilo que são os nossos valores, ou seja, connosco próprios.
Depois disso, há que ter o bom senso para compreender que erramos e tentar não repetir.
A vida é boa.
há apenas que saber viver.
Até porque nem sempre o mar é azul.

ZEP disse...

e a "temos de falar."

falar para que? tá tudo dito! movin' on!


toma lá uma coisa gira: http://www.youtube.com/watch?v=-YO9FpWX57E

do filme Hedwig and the Angry Inch